10 de abr de 2009

Respondam a enquete !


- Vamos fazer uma aposta?

- Vamos, mas eu não tenho dinheiro.

- Mas não precisa de dinheiro. É assim, vamos jogar sinuca, aí se eu ganhar, você me beija, se você ganhar, eu te beijo.

- Mas... Nós somos primos...

- Isso não importa. Eu sei que desde a primeira vez que tu vieste pra cá, tu começaste a gostar de mim.

- Isso eu não nego.

- Então não tem o que discutir... Vamos jogar!

Nosso diálogo foi rápido. Depois disso, fomos jogar. Ficamos jogando até às 3 da manhã. Se ele não jogava bem, muito menos eu.

Na última bola, ele acertou a branca, dando a vitória a mim.

Ele não pensou duas vezes, deixou o taco de lado e veio me beijar. Entrelaçou sua mão em meus cabelos e me puxou pra perto dele. Antes de me beijar, disse “aposta é aposta” e num piscar de olhos, me beijou. O beijo foi demorado e bem “quente”. Quando me soltou, virou as costas e foi dormir. Não tive outra opção a não ser ir dormir também. Quando entrei na casa, a irmã dele estava na cozinha.

Ela começou a bater palmas e se levantou.

- Parabéns.

- Por quê?

- Por que você deu pro Johnny o que ele queria.

- Não entendi.

- Bom... Você não deu o que ele queria, mas continua assim que ele vai conseguir o que quer rapidinho.

- Ainda não entendi.

- Eu vi o beijo de vocês... Vocês são primos!

- E daí?

- Isso é errado.

- Ficar espionando os outros também. Estamos quites. Boa noite, eu vou dormir.

Fui pro quarto morrendo de medo dela comentar com alguém. No outro dia, quando acordei vi que ele estava deitado na cama ao lado.

- Bom dia.

- Minha irmã viu.

- Eu sei, ela já disse.

- E agora?

- Agora senta e chora, não podemos fazer nada.

- Já sei o que fazer... Eu acho.

- O quê?

- Tudo o que é proibido é mais gostoso, certo?

- Certo. E aí?

- Quando tu voltas pra São Paulo?

- Semana que vem.

- Então... Vamos ficar até lá.

- Você é louco?

- Não. É só ficar escondido. Ninguém precisa saber.

- Mas não é justo.

- O quê?

- Eu vou ficar com você porque gosto de você. Mas o sentimento não é recíproco.

- Eu gosto de ti.

- Falar é fácil. Prova então que você gosta e aí quem sabe eu fico contigo de novo.

- Vem aqui então.

Ele me levou até a sala, reuniu as pessoas que estavam no sítio e disse:

- Nós estamos namorando.

- O quê?!

- É verdade vó, eu a amo demais e quero namorar ela!

- Mas ela ta de volta pra São Paulo em poucos dias...

- Eu vou junto.

- Mas filho, e a faculdade?

- Eu dou um jeito.

Todos ficaram espantados. Na verdade, até eu. A semana passou e nós nos beijamos na frente de todos sem receio algum. Quando chegou o dia de irmos embora, vi que ele não levava mala alguma. Perguntei por que e ele desconversou. Chegamos à rodoviária, ele me deu a passagem e me deu um beijo na testa.

- Boa viagem.

- Mas... E você? Não vem?

- Você é uma criança muito inocente. Caiu na minha. É claro que eu não vou. Tenho toda uma vida aqui, não a trocaria por ninguém. Nem por alguém que me ama.

Eu comecei a chorar. Meu coração se despedaçou em milhões de pedaços. Virei as costas, entrei no ônibus e não olhei pra ele novamente.

Hoje, se passaram 10 anos. Eu ainda vou ao sítio dos avós dele nas férias. Nos vemos, conversamos e tudo mais. Mas confiar nele novamente, nunca mais.


Não diga amar as pessoas como se fosse a coisa mais simples do mundo, você sempre acaba magoando alguém.




15 comentários:

Tobias de Melo" disse...

he he .. confesso que não esperava que o fim da estória fosse essa,mas é bem verdade a conclusão do texto.

Para constar,certa vez li isso:
"Amor é o que o amor causa."

Xeru.

Paredes Vazadas disse...

Eita Mah! Por que será que está história me parece familiar? uehuehueu

Belo texto! Bjus

danielli duarte, disse...

Já ouvi essa história... Não em detalhes, mas já ouvi :)
beijos.

Paredes Vazadas disse...

Ahhh.. mah... me segue?? xD

bjus

Alan Salgueiro disse...

Histórias com primos costumam ser fortuitas, essa é mais uma delas!

Johnatan disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Johnatan disse...

ow muito bom o texto fala serio...
gostei muito, eu tbm não imaginei esse final...
eu tbm ja tive um rolo com uma prima..mas tbm não deu certo...

cyndi disse...

amei teu bloggg qual teu msn pra gente trocar umas ideias
bjuss

Eu amo a E.Y. disse...

E qual foi a reação da família ao ver a trairagem do primo? Isso que ele fez foi deplorável.

Beijos!

Felipe disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Felipe disse...

Hitoria super legal.. adoreeii..
Relações entre primos são muito comuns..

Você deve ter ficado mal mesmo com o ocorrido mais tudo passa e um dia ele vai perceber que não foi certo o que ele fez..

Muito bonito o blog..

http://felipebarbosa18.blogspot.com/

meus instantes e momentos disse...

muito bom o conto, muito bom.
Gosto daqui.
Maurizio

Thalita Lucas disse...

Que atire a primeira pedra quem nunca foi enganado. O fato é que todos nos enganamos com alguém que acreditamos ser especial, mas na verdade não são nada do que esperamos.
Bjos

Thais Puga®. disse...

Desculpa, mas preciso falar: Caralho! ...

Assim, quando a gente gosta é uma merda mesmo, ficamos cegos em tudo... De boa, já imaginava que o desfecho da história não seria bom...
Mas fico pensando na forma que ele falou... É boa pra dar um acorda, mas de um completo canalha ao dispensar uma mulher que ele sabe que o ama.

Só repito o que li num nick de msn essa semana... "Quando um homem disser que te ama não acredite, pois ainda não foi comprovado que ANIMAL tem sentimentos!"

Que história!
Inté,
Beijos. xD

T.F !* disse...

Que triste, que lindo :'|






-

http://andnobodyelse.blogspot.com
se segui, me segue ai amr :]