14 de jun de 2009

(:

Estava fuçando em pastas do meu computador quando acho uma história que eu escrevia quando tinha 13 anos....
Aqui vai um trecho. Não está bem escrito, mas é a forma que eu escrevia na época... Espero que gostem.


Primos... Geralmente é uma relação muito harmoniosa. Mas não neste caso. Anne e Jack são primos que há muitos anos não se viam, e ambos agradeciam por isso. Nunca se deram bem, mas sempre se olharam com outros olhos. Um dia, o maior pesadelo de Anne se concretizou. Ela teria que passar uma semana sozinha com o primo, cuidando da casa dos avós, que iriam viajar. Ambos estavam chegando na casa, após uma longa discussão no meio da rua, debaixo de chuva.

– Vai lá, toma um banho quente pra você não ficar doente.
– Mas e você?
– Não é você que não sei importa comigo?
– Não quero que ninguém fique doente. Simples.
– Eu também não quero que você fique doente, então vai logo tomar banho que eu vou separar uma roupa da minha irmã pra você.
– Ta bom. Mas depois é você.
– Porque a gente não toma junto?
– Porque ao contrário do que você diz, eu não sou dada.
Anne toma o banho e vai pro quarto de Jack.
– Isso é a calcinha e o sutiã?
– Muito engraçadinha. Isso é o short e a blusa.
– Credo, sua irmã anda quase pelada. Me dá uma camiseta sua mesmo.
– Toma, coloca a que eu ia usar.
Jack estava distraído separando sua roupa quando olha pra Anne com a toalha na frente dos seios e só de calcinha.
– Jack?
– Fala.
– Fecha meu sutiã?
– Fe... Fe... Fecho sim.
– Porque você ta com a voz meio trêmula?
– Por nada não. To indo tomar banho.
Depois do banho, Jack vai pro quarto e vê Anne.
– Dá licença para eu me trocar?
– Por quê? A gente é primo. Primos não têm malicia entre si.
– Que engraçadinha que você é. Mas já que você insiste...
Jack tira a toalha e fica nu na frente de Anne.
– Hmm, que vontade de...
– De...?
– Comer. To morrendo de fome.
– Vai na cozinha e faz o que você quiser. Fique à vontade.
– Pode deixar.
Jack estava na sala só ouvindo as panelas, pratos, colheres... Tudo caindo. Depois de algum tempo Anne volta pra sala.
– E ai, o que fez pra gente?
– Chocolate derretido com morango.
– Não gosto muito...
– Problema seu.
– Nossa, mas você é chata hein!
– Ninguém mandou você me chamar pra vir aqui.
– É que eu tenho planos.
– Planos pra quê?
– Segredo.
Anne estava sentada de índio no sofá, estava só com a camiseta de Jack e calcinha, Jack estava sentado no chão apenas de bermuda. Ela estava molhando o morango no chocolate quando “acidentalmente” deixou cair chocolate em sua perna.
– Ai... Caiu chocolate na minha coxa. Pega um pano pra mim, Jack?
– Não quer que eu limpe?
– Nossa. Quanta gentileza, nem parece você. Mas se você quiser, pode limpar sim.
Jack fica de joelhos na frente de Anne e com a boca, limpa sua coxa. Anne se arrepiou e deu um gemido baixíssimo com esse simples gesto, o que foi percebido por Jack, que por sua vez, pensou “ah, mas eu vou conseguir ter essa menina”.
– Porque você fez isso?
– Você queria que eu limpasse, não é mesmo?
Anne lambuzou sua boca de chocolate
– Então limpa agora também.
Jack lhe deu um beijo cheio de tesão. Ele a beijava e ia deitando-a no sofá. Já Anne ia beijando-o e tentando tirar sua bermuda. Ela havia esquecido do mundo. Estava longe, em outra estação. Jack tentou tirar a camiseta de Anne, mas sem querer bateu a mão no pote de chocolate, que caiu e fez com que ela saísse do transe.
– Viu! Você derrubou tudo no chão! Você vai limpar!
– Deixa isso pra depois... Volta aqui, volta...
Anne não resistiu, e mais uma vez o beijou. Ele estava se achando o dono da situação. Tinha Anne em suas mãos. A cada toque, a cada mordida, cada chupada, a cada sussurro com aquela voz rouca, Anne se arrepiava mais. Ela estava excitada só com os beijos, mas logo percebeu que Jack estava se sentindo vitorioso sobre ela, então resolveu ser a dona da situação e conseguiu com que ficasse por cima dele. Mordiscou de leve sua orelha e beijou seu pescoço, e foi descendo, a cada movimento da língua de Anne, Jack se excitava mais. Chegou na barriga, Anne lambia, dava mordidinhas e chupadas, desceu mais um pouco e viu aquele grande volume sobre a bermuda. Ia tirando a bermuda de Jack quando...


14 comentários:

Marton Olympio disse...

Bom, de escritor para escritor serei sincero.
Vc escolheu um caminho que é super complicado.
Pois quando não conseguimos ir no sensual, acabamos no tolo.
Por isso cuidado.
Não de muiats explicações ao leitor. Deixa as coisas fluirem.
Tipo "deu um beijo cheio de tesão..." Poxa, o tesão ja esta implicito... Se não fosse de tesão seria de que? E precisa dizer. Isso é apenas um exemplo. Mas tem mais...
Acho que vale um segundo tratamento... :)

beijos

http://martonolympio.blogspot.com/

Raiana Reis disse...

Com 14 anos e já nos textos eróticos... rs, gostei do texto... terminava aí mesmo?! ;)
Abraços!

faabi carvalho disse...

Com 14 anos e já nos textos eróticos... rs, gostei do texto... terminava aí mesmo?! ;)
Abraços! [2]

andei fuçando blogs alheios e acabei achando o seu , vi os poost anteriores e gostei *-* , e começei a seguir o blog rs ;

bjs :*

Megumi ~ disse...

Com 14 anos e já nos textos eróticos...[3]

Não tá perfeeeito, mas, para uma escritora que tinha 14 anos na época tá muito bom. Pelo menos, eu achei mesmo hehe Beijos

Antônio & Jéssica disse...

Cara..fiquei curioso. :/

uhsuahsas

RomMa disse...

Como assim você parou na melhor parte? Se tiver continuação, posta, tá?

Ah, e sobre eu assumir ser gay, eu assumo mesmo. Sabe o que eu acho? Que nós temos que ser o que nós somos. E se eu não me assumisse, estaria me escondendo atrás de uma máscara, de uma coisa que eu não sou. E se tem uma coisa que eu odeio, é pessoas duas caras.

Estou seguindo seu blog, beijos!

http://congelandomeusmomentos.blogspot.com

James Almeida disse...

Fiquei curioso para o final. *huhu

Realmente, os primos são diferentes de tudo. São amigos, são da família e são desejos, tudo numa coisa só. \\o

Beijo.

Quer mudar? Comece por você! disse...

Obrigada pelo comentário no meu blog e estou seguindo o seu.
Seu blog é muito bom, mais uma vez Parabéns!
beijos

SLEEPY disse...

Mas heimm com 14 já assim? Precoce..rsrs
Mto bom o texto..e acho q a parada na hora certa é q fez mais efeito!
Bjãoo!!

Vinicius disse...

Muito bom!!!
Gostaria de ler mais, boa criatividade.
Parabéns

Vitamina disse...

Achei o layout do seu blog mto legal! Valeu pela visita! Só não li o texto por que não me interesso pelo gênero, mas estou curioso para uma próxima visita em que eu leia seu post! Até!

Minerva 02 disse...

gostei ^^
vai ter continuação???

- Gabriela Marques disse...

14 Anos e já escrevia textos eroticos? :O
Para uma menina de 14 anos o texto até que esta bem escrito.. mas para uma menina =) Há sim alguns errinhos que eu sei que vc sabe xD mas ta legal.. termina assim mesmo? Li alguns de seus textos e gostei muito, então estou seguindo vc xD

Beijão!! Muito bom o blog!!

Gustavo Hermes Soares disse...

Que garota precoce! hehehe

Ah, que delícia é encontrar nossos textos antigos!

Quando...? Quando...? Quando...?

Vou citar Mario Quintana:
"O leitor que mais admiro é aquele que não chegou até a presente linha. Neste momento já interrompeu a leitura e está continuando a viagem por conta própria".

Sucesso