20 de set de 2009

Olhos Vermelhos

Escrevi um conto para a escola, e me apeguei tanto a ele que resolvi postar um pequeno pedaço aqui. Para quem ler e se interessar, disponibilizei ele completo para DOWNLOAD (clique aqui para baixar)

Sinceramente, gostei de boa parte da história, menos da parte final, que está uma bosta. Odeio escrever sob pressão.

Anyway, segue:


(...) Acabou as férias, não podia me atrasar no primeiro dia do semestre. Cheguei à faculdade, subi as escadas correndo, mas trombei com alguém.

- Ai... Me desculpa, sou muito desastrada!

- Não tem problemas. – se abaixou para pegar meu caderno.

- Obrigada.

- De nada. – entregou meu caderno e saiu andando.

- Ei! – não sei por que o chamei. Agi por instinto.

- Fala... – disse ele, olhando para trás.

- Qual é o seu nome? – senti meu rosto corando.

- Denny. – se virou e foi embora.

Cheguei atrasada à sala de aula, me sentei na última carteira e durante toda a aula, só conseguia pensar naquele rapaz. Acho que o interesse não foi mutuo. Nem perguntar meu nome ele não perguntou. Chegou o intervalo. Fiquei sentada em uma mesa lendo o livro “Os Sete”, de André Vianco. Me senti sendo observada, e aquilo incomodava demais. Virei para trás, e dentre muitas pessoas, o encontrei sozinho, fumando e ouvindo música. Ele me encarava de uma forma sombria e encantadora. Sorri. Ele não demonstrou vergonha, não desviou o olhar. Apenas continuou me encarando. Senti minhas bochechas ficando vermelhas. Sempre tirei satisfação com os outros, sempre os enfrentei, mas dessa vez era diferente. Tudo o que conseguia fazer era ficar com raiva, virar-me para frente e voltar a ler (...)


(...) Estava subindo as escadas quando fui puxada pelo braço.

- Me solta! – não sabia quem era, mas não gostava desse tipo de “brincadeira”.

- Pensei que você ia falar comigo. – reconheci a voz. Era o Denny.

- E porque deveria?

- Você me encarou o intervalo inteiro. Fiquei esperando.

- Eu te encarei? Você me olhou o tempo todo...

- Eu tenho certeza que você estava gostando. Até sorriu.

- Sou educada. – não consegui dizer mais nada. Aquele sorriso me desconsertava.

- Você está louca para que eu pergunte seu nome, não está?

- Não, isso é indiferente. – como ele sabia? Eu deixei tão na cara?

- Você deve estar pensando “nossa, como ele sabia?”, mas está na sua cara. Então, como é o seu nome?

- Fuzz – respondi imediatamente. Esperei a noite toda por essa pergunta.

- Belo nome. É bem diferente. Você tem descendentes franceses e italianos, acertei?

- Acertou... Mas como?

- Seus traços. – levantou uma sobrancelha.

- Eu... Tenho que ir. – disse assustada. – Boa noite.

- Boa noite.

Estava indo para a sala e ele me chamou.

- Fuzz!

- Fala.

- Posso te ligar?

- Claro – fui contra todos os meus princípios, mas aquele cara mexeu muito comigo.

- Então ta. Te ligo um dia desses. Tchau. – virou as costas e foi para a sua sala.

- Espera! Você nem pegou o número... – Tarde demais, ele já estava longe (...)

11 comentários:

Miriam disse...

fiquei curiosa heauheauheau ;x
vou baixar o/
parabéns, tá escrevendo cada vez melhor :D
beijo, Mah

SO.L. disse...

Ô, gostei.

Parece bastante com minhas histórias românticas. São todas bem atrapalhadas, que nem essa aí. Eu tenho o dom de me fazer passar vergonha na frente de pessoas interessantes, he.

danielli disse...

Acho que conheço de onde veio essa inspiração.. HAUHAUS'
muito bom, beijo.

CAMIS disse...

Vou baixar xD

www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

Kayo blogadão disse...

você quem escreve esses livros!!Se for parabéns meu amor também escreve livros abraços e parabéns peo blog.
passa lá e comenta
http://k-a-y-o.blogspot.com

Jess disse...

Que legal, se pareçe muito com a vida de muitas jovens, que veem um carinha 1 vez e já se apaixonam!
Beijos!

http://dasgarotasjornal.blogspot.com/

Quer mudar? Comece por você! disse...

Oi!
Lindo o texto, parabéns vc escreve maravilhosamente bem.
Obrigada pelo recadinho.
bjs

Caroline Ortiz disse...

Só de ler esse pedacinho já vi que este conto deve ser muito bom, vou baixar o resto da história, muito bom, parabéns!

Cristiano Contreiras disse...

Muito bom o universo aqui, volto mais com calma depois, mas captei muita variedade e inteligencia! ja sigo o blog.

Cathy disse...

fiquei curiosa heauheauheau ;x
vou baixar o/ [2]

;P

M.. disse...

Totalmente curiosa.